terça-feira, 10 de julho de 2018

Concurso Público em SP para Professor de Educação Básica I, com remuneração de R$ 17,50 a hora-aula.



A Prefeitura Municipal de Barueri, na região Metropolitana de São Paulo, abre concurso público para  contratação de professores.

As vagas são para o cargo de Professor de Educação Básica I, com remuneração de R$ 17,50 a hora-aula. Para concorrer à vaga o candidato deve possuir nível superior.

Acesse o Edital AQUI

As inscrições serão realizadas no site da RBO, no período de 10 de julho de 2018 a 30 de julho de 2018.

A taxa de inscrição é de R$ 14,70.

A prova está prevista para ser realizada no dia 02 de setembro de 2018.


Processo Seletivo em SP Professores de educação infantil (20 vagas), cozinheira, auxiliar de limpeza e de cozinha



Organização, na Vila Carrão, zona leste de São Paulo - SP, precisa de professor de educação infantil, cozinheira, auxiliar de limpeza e de cozinha para atuar na Vila Carrão na zona leste de São Paulo.

Contrata-se professores para educação infantil com e sem experiência com diploma em mãos. Início imediato e salário a combinar para atuar na região da Vila Carrão na zona leste de São Paulo.

Cozinheira, auxiliar de cozinha e limpeza precisam ter ensino médio completo e com diploma em mãos.

Os candidatos podem enviar currículo ao e-mail damariscastilho@yahoo.com.br até o dia 12 de julho de 2018.


segunda-feira, 9 de julho de 2018

Concurso Público tem inscrições abertas para 1.495 vagas

O Concurso Público do governo de São Paulo, através da Secretaria de Educação do estado, está nos últimos dias de inscrições abertas para 1.495 vagas efetivas na função de Agente de Organização Escolar (concurso SEE-SP).

São 1.495 vagas, com remuneração de R$ 1.142,64 e carga horária de 40 horas semanais.

Acesse o Edital AQUI
Veja a Apostila com o conteúdo completo desse concurso AQUI

Para concorrer à vaga o candidato deve possuir nível médio.

As inscrições serão realizadas no site da CKM Serviços, no período de 11 de junho de 2018 a 10 de julho 2018. A taxa de inscrição é de R$ 32,00.

 A prova será realizada no dia 26 de agosto nas cidades-sede das 91 Diretorias Regionais de Ensino da Secretaria de Estado da Educação.

A seleção terá etapa de prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório, com 80 questões envolvendo conteúdos de língua portuguesa, raciocínio lógico e matemático, conhecimentos específicos e informática.


quarta-feira, 4 de julho de 2018

SEE/SP anuncia Concurso para professores com 15.000 vagas



A Secretaria Estadual de Educação de São Paulo (SEE/SP) por meio do governador do estado, Márcio França, anunciou um novo concurso público para Professores com 15 mil vagas.

O anuncio da autorização ocorreu em uma cerimônia realizada nesta terça-feira (03), no Palácio dos Bandeirantes. Num investimento total de R$9,6 milhões na área educacional.

O concurso será realizado para o cargo de Professor de Educação Básica II (PEB II), para participar da seleção os profissionais interessados devem possuir formação de nível superior, com licenciatura na respectiva área de atuação.

A remuneração básica inicial da carreira é de R$ 1.811,91, com jornada de trabalho de 30 horas semanais. No entanto, o valor pode chegar a R$3.899,94 devido à progressão do cargo.


Na cerimônia o governador Márcio França anunciou o projeto “Juntos pela Escola”, um pacote de ações para atender às demandas imediatas da rede paulista já a partir do 2º semestre. O investimento é estimado em R$ 430 milhões.

Outra medida recente foi a publicação do Decreto nº 63.471, que regulamenta a Avaliação de Desempenho Individual e estabelece os critérios à progressão dos servidores do Quadro de Apoio Escolar (QAE). A medida incorpora abonos pagos a merendeiras, inspetores de alunos e profissionais que atuam na limpeza, manutenção e conservação das escolas.

“Tudo isso, na verdade, como disse o governador Márcio França, é para recuperarmos a confiança. Hoje, aqui, o anúncio é um gesto concreto parar retomarmos essa confiança”, enfatiza o secretário da Educação do Estado, João Cury.

O Edital para o concurso de professores PEB II está previsto para o segundo semestre de 2018. E além do concurso para efetivos, a Secretaria aguarda autorização para o provimento de 12.500 vagas temporárias.  Ao que tudo indica, essa solicitação deve ser atendida bem breve, totalizando preenchimento de 27.500 vagas na SEE SP em 2019. Veja a apostila com o conteúdo para começar os estudos AQUI.

Em agosto, a secretaria prevê a publicação do edital do concurso para 372 vagas de Supervisor de Ensino. A última seleção ocorreu em 2008. No mês de setembro, é aguardada a divulgação das diretrizes para o processo seletivo de 167 cargos de Oficial Administrativo em todo o Estado.


segunda-feira, 18 de junho de 2018

Aberto Concurso Público para Diretor de Escola com salário de R$ 5.617,91



Aberto concurso público para Município de São Bernardo do Campo - SP, para o cargo de Diretor de Escola.

São 50 vagas, com remuneração de R$ 5.617,91 e carga horária de 40 horas semanais. Para concorrer à vaga o candidato deve possuir nível superior.

Acesse o Edital AQUI (Pag 60)
Veja apostila com o material elaborado de acordo com os editais AQUI

As inscrições serão realizadas no site da VUNESP, no período de 06 de junho de 2018 a 26 de junho de 2018.

A taxa de inscrição é de R$ 82,20.

A prova objetiva do concurso está prevista para o dia 26 de agosto, com questões de Língua Portuguesa, Matemática, Raciocínio Lógico, Atualidades, Noções de Informática e Conhecimentos Específicos, variando de acordo com a função e o edital que rege a seleção no cargo.

A validade destes Concursos será de dois anos, constados da data de sua homologação, podendo haver prorrogação por igual período.



sexta-feira, 1 de junho de 2018

Concurso Público para Professores com salários de R$ 3.344,70 a R$ 4.459,59


Aberto concurso público para Prefeitura do Município de Indaiatuba - SP, para o cargo de Professor (Comum a Todos).

São 89 vagas, com remuneração de R$ 3.344,70 a R$ 4.459,59 e carga horária de 30 a 40 horas semanais.

Para concorrer à vaga o candidato deve possuir nível superior.

Acesse o Edital AQUI
Veja a Apostila com o conteúdo completo desse concurso AQUI

As inscrições serão realizadas no site do IBC, no período de 19 de maio de 2018 a 21 de junho de 2018.

A taxa de inscrição é de R$ 70,00.

A prova está prevista para ser realizada no dia 05 e/ou 19 de agosto de 2018, na cidade de Indaiatuba.




quarta-feira, 30 de maio de 2018

Concurso Público com 300 vagas para Professor I de Educação Básica com salários de até R$ 3.715,41


O Município de São Bernardo do Campo - SP, anunciou  para o cargo de Professor I de Educação Básica.

São 300 vagas, com remuneração de R$ 2.229,28 a R$ 3.715,41 e carga horária de 24 a 40 horas semanais. Para concorrer à vaga o candidato deve possuir nível médio ou superior.

Acesse o Edital AQUI
Veja a apostila com o conteúdo completo desse concurso AQUI

As inscrições serão realizadas no site da VUNESP, no período de 06 de junho de 2018 a 26 de junho de 2018. A taxa de inscrição é de R$ 82,20.

A prova está prevista para ser realizada no dia 26 de agosto de 2018, na cidade de Bernardo do Campo.


terça-feira, 29 de maio de 2018

Saiu a data das inscrições do novo Concurso Público da Secretaria de educação




Atualização 05/06/2018
O governo de São Paulo através da Secretaria de Educação do estado divulgou hoje (05/06) o edital de abertura do concurso público que oferta 1.495 vagas efetivas na função de Agente de Organização Escolar (concurso SEE-SP).

São 1.495 vagas, com remuneração de R$ 1.142,64 e carga horária de 40 horas semanais.

Acesse o Edital AQUI

Para concorrer à vaga o candidato deve possuir nível médio.

As inscrições serão realizadas no site da CKM Serviços, no período de 11 de junho de 2018 a 10 de julho 2018. A taxa de inscrição é de R$ 32,00.

 A prova será realizada no dia 26 de agosto nas cidades-sede das 91 Diretorias Regionais de Ensino da Secretaria de Estado da Educação.

A seleção terá etapa de prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório, com 80 questões envolvendo conteúdos de língua portuguesa, raciocínio lógico e matemático, conhecimentos específicos e informática. Veja as apostilas preparatórias AQUI. Veja as apostilas preparatórias AQUI


quinta-feira, 24 de maio de 2018

IFSP abre Processo Seletivo para Professores com salários de R$ 3.121,76 a R$ 5.742,14.



Estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP). Os profissionais que forem contratados devem exercer as funções em jornada de 40 horas por semana com salário que varia entre R$ 3.121,76 podendo chegar a R$ 5.742,14.

São Paulo - SP
Como requisito para investidura no cargo é preciso, no mínimo, Graduação ou Licenciatura. Há oportunidades nas áreas de Biologia ; Eletrotécnica; Geografia; História; Informática - Programação e Banco de Dados; Informática - Gestão; Informática - Arquitetura e Redes de Computadores; Mecânica e Turismo.

Acesse o Edital AQUI

As inscrições ocorrem até o dia 07 de junho de 2018, na Coordenadoria de Protocolo do referido Campus, Subsolo contíguo à Portaria A, localizado na Rua Pedro Vicente, nº 625, Canindé. O horário de atendimento é das 9h às 12h e das 14h às 16h e há cobrança de taxa de R$ 50,00.

Campus de Birigui
As oportunidades são para Professores Substitutos das áreas de Eletrônica e Educação (Pedagogia), os quais devem cumprir as funções em jornadas de 40h semanais, com remunerações que variam de R$ 3.121,76 a R$ 5.742,14 ao mês, de acordo com a titulação dos mesmos.

Acesse o Edital AQUI

Os interessados podem se candidatar presencialmente até o dia 30 de maio de 2018 e também entre os dias 4 e 8 de junho do mesmo ano, na Secretaria do Campus em questão, que está localizada na Rua Pedro Cava, nº 709, Portal Pérola II, nos horários de 9h às 18h. Para que as candidaturas sejam efetivadas, é necessário efetuar o pagamento de taxa no valor de R$ 50,00.





quarta-feira, 23 de maio de 2018

Professores de escolas particulares entram em greve. Cerca de 3.000 profissionais paralisaram suas atividades.



Professores do ensino básico de 32 escolas tradicionais da rede particular da cidade de São Paulo não deram aulas nesta quarta-feira (23) em protesto contra a revisão dos benefícios, segundo o Sindicato dos Professores de São Paulo (Sinpro-SP). Cerca de 3.000 professores de escolas particulares paralisaram suas atividades nesta quarta-feira. Ao todo, a cidade tem 2.500 escolas de educação básica na rede particular.

Dentre as escolas que aderiram à paralisação estão o Colégio Equipe, na região central de São Paulo, Colégio Santa Cruz, no Alto de Pinheiros, Zona Oeste, e a Escola Nossa Senhora das Graças - Gracinha, que fica no bairro do Itaim Bibi, Zona Sul da capital paulista.

Dentre as reivindicações dos professores, estão manter os 30 dias de recesso no final do ano (o sindicato patronal quer reduzir para 23 dias), manter o número de duas bolsas de estudo para os filhos dos professores (o sindicato quer reduzir de duas para uma em escolas com menos de 200 alunos, desde que o professor dê pelo menos 10 aulas na escola).

Os professores também lutam contra o fim (ou a inviabilização ) da garantia semestral de salários, o fim das férias coletivas e a possibilidade de redução de salários por acordo.

O sindicato não aceitou propostas dos patrões na convenção coletiva, que segundo a entidade retiram diretos, e levou o caso ao TRT (Tribunal Regional do Trabalho). Para a diretora do Sinpro Silvia Barbara, os patrões querem mudar as regras.

"Eles querem a redução do recesso da licença-remunerada, que normalmente é de 22 de dezembro a 21 de janeiro. Na prática, voltaríamos a trabalhar no começo de janeiro. Além disso, querem acabar com as férias coletivas. Como os professores geralmente dão aula em mais de uma escola, sem férias coletivas eles nunca terão férias", explica Silvia.

Nova assembleia nesta quarta-feira deverá definir se os professores entrarão em greve.


Benjamin Ribeiro da Silva, presidente do Sieesp (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado), nega que queiram retirar benefícios dos professores. “É muito simples, não estamos querendo tirar direito nenhum. Antes tínhamos 180 dias de aula por ano e agora somos obrigados a dar 200 dias letivos. Não queremos acabar com as férias estamos querendo reduzir 7 dias do recesso. Pedimos 10 dias do recesso, mas chegamos a um acordo de 7”, explica ele.

“Este benefício de 3 meses de férias por ano tínhamos há 30 anos, e com a possibilidade de dar aula aos sábados existia a possibilidade dos professores ficarem mais dias em casa. As únicas categorias no Brasil que têm 60 dias de férias no Brasil são juiz, professor e deputado”, completa ele.

De acordo com Silvia Barbara, além das regras que o sindicato patronal quer mudar, outras reivindicações foram rejeitadas.
  • proibição de contrato intermitente e terceirização:
  • pagamento de hora-tecnológica;
  • licença maternidade de 180 dias gravidez e adoção;
  • licença paternidade de 10 dias;
  • plano de carreira (entrega de cópia ao sindicato) ;
  • isonomia salarial;
  • homologação da rescisão contratual no sindicato;
  • entrada do dirigente sindical na sala dos professores durante os intervalos.